terça-feira, 27 de outubro de 2015

Ensina-me a amar sem me desnortear


Ensina-me a olhar-te sem que nasça em mim esta urgência de tua ser na mais plena noção que tenho daquilo que sou. Ensina-me a observar-te sem desejar de imediato entregar-te meu corpo, minha alma, meu coração. Ensina-me a ser tua sem me perder de mim nesses caminhos sinuosamente atraentes por onde me conduzes. Ensina-me a ficar sem me partir por completo, sem me derreter nesse amor que exige de mim mais do que posso dar. Ensina-me a querer e a desejar-te na medida certa, tendo consciência da ténue linha que separa aquilo que sinto do que me é permitido sentir. Ensina-me a ver-te sem ver em ti uma parte que já não tenho em mim e que quero ter de volta de uma forma suicida. Ensina-me a beijar teus lábios sem sentir neles esse veneno que me faz amar-te ainda mais. Ensina-me a ser mais por ti, sem perder controlo naquilo que tenho de ser por mim mesma. Ensina-me a ir, deixando as amarras de um amor que tem de ser livre, e a voltar por saber que és a melhor parte de mim. Ensina-me a recolher-me no calor do teu abraço sem te desejar para sempre. Porque te quero mais do que posso querer, porque te desejo mais o que é recomendado e porque neste sentimento sem fim me perdi em ti. Me perdi de mim. Porque nesse fogo ardente que me consome o peito, a única voz que ouço é a tua e o único aroma que sinto é esse perfume que sempre me inebria. Ensina-me a ser tua sem deixar de ser minha. E ensina-me a amar-te sem limites, no limite das minhas capacidades. 

6 comentários:

  1. O amor levar-nos-à sempre a todos os limites... Esticará sempre o que pensávamos ser os nossos. Aprenderás certamente a ser tua, sendo dele. E acho que dentro de ti já é assim. O amor descrito por estas palavras é magnífico, nunca precisarei que me ensinem para te vir cá ler.

    Um beijo, com saudade

    ResponderEliminar
  2. Como estás? Desculpa não ter dito nada mais depressa, mantive-me ausente um bom pedaço.

    ResponderEliminar
  3. Como me identifiquei, em tempos, com estas palavras.
    Compreendo perfeitamente o que queres dizer. É uma aprendizagem complicada, essa de conseguir amar alguém sem que nos deixemos engolir por completo por esse amor, a ponto de nos perdermos de nós mesmas...

    Passo um tempo longo sem vir cá, mas quando apareço lembro sempre porque razão és uma das pessoas que mais prazer tenho em ler :')

    ResponderEliminar
  4. Gostei tanto do texto, super bonito e romântico! É tão bom estar apaixonada e descreveste esse amor de forma perfeita! Adorei ler cada palavra tua!
    Beijinhos :)
    Comecei a seguir-te<3 Faz uma visita ao meu blogue e espero que também gostes do que tenho publicado por lá..
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

O livro da tua vida está a ser escrito agora. Aproveita a onda e lembra-te de escrever uma história feliz.